Economia

Fintech lança cartão de crédito pré-pago

Juno. Não precisa SPC

Publicado em 2020-02-07 16:50:07 Atualizado em 2020-02-07 16:50:07 (315 visualizações)

Depois de abandonar o nome BoletoBancário.com e apostar em diversas outras soluções para facilitar pagamentos, reduzir a burocracia e democratizar serviços financeiros, a fintech curitibana Juno acaba de disponibilizar no mercado seu cartão pré-pago exclusivo, que pode ser usado na função crédito, à vista, sem necessidade de consulta em órgãos de proteção de crédito, como SPC e Serasa.
 
Dessa forma, os usuários que contam com os serviços oferecidos pela startup, como cobrança via cartão de crédito e boleto bancário, transferência de valores via conta virtual, personalização e automação dos processos, de modo a reduzir a inadimplência e otimizar o tempo, podem usar o novo produto para efetivar saques em caixas eletrônicos, fazer compras online e para uso do dia a dia com a bandeira Visa. Sendo assim, os clientes da Juno não precisam mais fazer transferências bancárias para outras instituições, conseguem resolver tudo pela Conta Juno.
 
O primeiro passo para se tornar um cliente Juno é realizar o cadastro na Conta Juno com um Token habilitado, processo que deve ser realizado direto na plataforma (www.juno.com.br) ou no aplicativo Juno. Para utilizar o cartão, basta possuir saldo na Conta Juno e carregar o cartão fazendo uma transferência gratuita. Além de mais controle sobre o dinheiro, afinal a Conta Juno não possui custo, nem taxas de anuidade, agora os usuários podem usufruir de um cartão com bandeira Visa, aceito em todos os lugares, com tecnologia Contacless, que permite a realização de pagamentos por aproximação, sem precisar inserir o cartão, trazendo mais agilidade para usuário.
 
A Conta Juno foi pensada tanto para pessoas físicas como jurídicas, com o objetivo de facilitar o dia a dia de milhares de brasileiros. "Agora, o Cartão pré-pago Juno, pode ser usado em estabelecimentos nacionais e internacionais. Dessa forma, conseguimos dar mais praticidade e reter ainda mais o cliente, já que as micro e pequenas não são muito beneficiadas pelos bancos em termos de taxas e vantagens", completa o gestor de área de planejamento da Juno, Henrique Foryta.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PUBLICIDADE


Economia

Governo libera R$23 milhões para Nota Fiscal Paulista


Receita paga hoje restituição do lote residual do IRPF de 2008 a 2019


Mega-Sena acumula e pode chegar a R$ 170 milhões


IPVA 2020 sem desconto placa 5 vence nesta segunda


Construtora abre vagas na região



© 2009-2020. Portal Novo Momento de Notícias. website: pratza