Política Crítica

Ver.s e Bill cobram AutoBan pelo pós-Anhanguera

Na sede da concessionária em Jundiaí

Publicado em 2018-09-14 07:30:47 Atualizado em 2018-09-14 07:30:47 (182 visualizações)

Seis vereadores de Nova Odessa e o prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza se reuniram na tarde desta quinta-feira, dia 13, com diretores da CCR AutoBan em busca de soluções para a melhoria de acesso aos moradores dos bairros de chácaras pós-Anhanguera. Ao sair do encontro, o chefe do executivo já fez contatos para marcar uma reunião com a Artesp - agência reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo o mais rápido possível.

Dos nove vereadores desta legislatura, seis deles participaram da reunião, entre eles a presidente Carla Lucena (PSDB); e os vereadores Vagner Barilon (PSDB); Angelo Roberto Réstio, o Nenê Réstio (MDB); Wladiney Pereira Brigida, o Polaco (SD); Avelino Xavier Alves, o Poneis (PSDB); e Sebastião Gomes dos Santos, o Tiãozinho do Klavin (MDB). Da Prefeitura estavam o secretário Municipal de Obras, Elvis Ricardo Maurício Garcia e o diretor de Obras Públicas e Projetos, Erik Ortolano. A comitiva de Nova Odessa foi recebida pelo engenheiro Grover Lopes de Carvalho e Hamilton Duarte, da Administração de Contrato da concessionária.

As discussões duraram mais de uma hora e segundo o engenheiro Grover, a concessionária só realiza um serviço como estreitamento de via, colocação de contenção para o fechamento de rota, entre outros serviços, apenas com a autorização da agência reguladora. 

“Como a AutoBan só pode realizar algum serviço com a autorização da Artesp, vou marcar uma reunião na Artesp para buscar esta solução aos moradores daquela região do pós- Anhanguera. Temos que consultá-los e entendermos que mesmo estamos dentro do município, o que temos a disponibilidade de fazer para isso”, explicou o prefeito ressaltando que estes são mais alguns passos importantes para resolver este problema antigo.

O prefeito e os vereadores explanaram várias ideias de soluções rápidas e eficientes para o problema de mobilidade urbana dos bairros de chácara, porém, para a concessionária, a administração deverá apresentar um estudo de tráfego com um projeto funcional, para que seja estudado pela Artesp e, se aprovado, aí sim poderá ser realizado no município.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PUBLICIDADE


Política Crítica

ONG faz igreja em 1 dia e 1a missa sai domingo


Candidata do PSL lança Criva a prefeito 2020


Giovana lamenta perdas dos Mais Médicos


Polaco detona Ouro Verde na sessão


Pref vai cobrar CPFL parceria em área das torres



© 2009-2018. Portal Novo Momento de Notícias. website: pratza