Saúde

Como evitar ganho de peso após a menopausa

Veja palavra de especialista

Publicado em 2018-05-08 20:00:01 Atualizado em 2018-05-08 20:00:01 (275 visualizações)

O ganho de peso durante a menopausa é muito comum devido às alterações hormonais e à redução do metabolismo. Apesar de não haver uma solução rápida e fácil para isso, os quilos a mais nessa fase da vida não são inevitáveis.

Embora haja evidências de que a terapia hormonal possa ajudar a controlar o ganho de peso, a luta contra a menopausa se resume em uma dieta equilibrada e atividade física.

Segundo o Dr. Daniel Benitti, cirurgião vascular que atende em São Paulo e em Campinas, lidar com essa situação depende do tipo de corpo e da saúde em geral. “Tanto o metabolismo mais lento, quanto a perda de hormônios podem se unir para desafiar as mulheres após a menopausa, dificultando a manutenção do peso. Mas, com orientação adequada e um estilo de vida saudável é possível manter a forma”, adverte.

Menopausa
Na menopausa há alterações hormonais e redução do metabolismo.

A menopausa é o resultado do processo normal de envelhecimento. À medida que os anos passam, o metabolismo diminui naturalmente e há a perda de massa muscular, quando não se pratica atividades físicas.

A perda de hormônios também desempenha um papel importante, muitas vezes perturbando o sono e afetando o apetite. Além disso, o estresse associado a esse processo aumenta a vontade de comer carboidratos e de fugir dos alimentos saudáveis.

Nos casos de mulheres com doenças crônicas, como diabetes, por exemplo, há um maior risco de ganho de peso na meia-idade. O mesmo vale para aquelas com Síndrome dos Ovários Policísticos ou apneia do sono (que pode diminuir consideravelmente a energia durante o dia).

“Apesar dos desafios, é possível combater o ganho de peso. A força de vontade e persistência são os principais ingredientes para um bom resultado”, indica o Dr. Daniel Benitti.

Dicas para a manutenção do peso
Para tratar a menopausa é importante consultar especialistas.

1.Mantenha um diário de dieta: você pode estar comendo muito mais calorias do que pensa, o que é um problema comum. Por isso, anote diariamente tudo o que você come e considere consultar um nutricionista para ajudar na criação de um plano de alimentação saudável.

2.Exercite-se: quando se trata de atividade física, a mais indicada para as mulheres de meia-idade é a musculação. Afinal, o corpo começa a devorar a massa muscular por volta dos 40 anos e o treinamento com pesos é necessário para protegê-lo. Para isso, existem muitos aplicativos fitness que podem ajudar a criar e acompanhar a rotina de exercícios.

3.Prevenção: trabalhe e tome medidas para evitar o ganho de peso nos anos mais jovens, principalmente com cerca de 30 anos de idade. Mantenha o peso sob controle e desenvolva uma rotina de exercícios com a qual você possa permanecer na meia-idade e depois.

4.Reposição hormonal: ainda existem muitos tabus sobre esse assunto. Por isso, procure um especialista. Comece com fitoterápicos e, se necessário, use hormônios. Lembre-se que todo tratamento bem acompanhado diminui a chance de complicações.

Com uma abordagem lenta e constante para dieta e exercício, você pode incorporar as mudanças em longo prazo como parte de um estilo de vida mais saudável e será mais feliz nesse momento da vida.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PUBLICIDADE


Saúde

'Caminhando pelo Bem' para saúde da mulher e do homem


Saúde realiza testes para Sífilis no sábado


NO: Arrastão contra a dengue chega a mais 3 bairros


UBS Gramado recebe capacitação pré-hospitalar


Unimed promove palestra sobre aleitamento materno



© 2009-2018. Portal Novo Momento de Notícias. website: pratza