A Ponte Preta é campeã do Paulistão A2 ao derrotar o

Novorizontino nos pênaltis após empate no tempo normal por 0 a 0. Um dos heróis do duelo foi o goleiro Caíque França. Como esperado, o Majestoso esteve lotado e registrou recorde de público na competição com 17.094 torcedores.

Os dois finalistas já tinham garantido o acesso à elite estadual em 2024, ficando com as vagas deixadas pelos rebaixados São Bento e Ferroviária. Os dois rivais, rebaixados em 2022, realmente foram os donos das melhores campanhas na atual temporada, chegando à decisão com 46 (Ponte Preta) e 39 pontos (Novorizontino).

Água Santa pode fazer história contra Palmeiras

Além dos troféus e medalhas, entregues após o jogo pelo presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Reinaldo Carneiro Bastos, o campeão vai receber um prêmio de R$ 280 mil, além de um carro da marca KIA avaliado em torno de R$ 150 mil. O vice fica com R$ 200 mil.

Cercado por um clima de tensão e expectativa, este jogo final foi de muitos estudos no primeiro tempo nenhum dos dois times se atirou ao ataque, embora a Ponte Preta tivesse maior posse de bola. Mesmo assim, pouco conseguiu fazer diante da forte marcação do Novorizontino.

E A PONTE PRETA É CAMPEÃ DA SÉRIE A2 DO PAULISTÃO!!

Bateu o Novorizontino nos pênaltis, o goleiro Caique pegou 3 cobranças, e o Elvis fechou a conta. 🏆

pic.twitter.com/IPQRdRwMbk

— Diário de Gols, infos e Stats (@DiarioGols) April 8, 2023

 

Ponte Preta campeã da Série A2

No segundo tempo, a Ponte voltou pressionando. Aos dois minutos, Matheus Jesus invadiu a área pelo lado direito, após passe de Elvis, e bateu cruzado, porém, para fora. Após os sustos, o Novorizontino teve sua melhor chance de gol nos pés de Rômulo, que tabelou com Aylon e saiu na frente do goleiro Caíque França. O toque saiu fraco, a bola quicou duas vezes e tirou tinta da trave direita.

Mas a Ponte Preta continuou melhor e quase abriu o placar aos 16 minutos, quando Felipe Amaral chutou da quina da área e Georgemy saltou alto pra espalmar a escanteio. Aos 24 minutos,a Ponte Preta balançou as redes com Weverton, mas o lance foi anulado por impedimento, bastante difícil de ser visto. Mas o visitante também aproveitava bem estes espaços para tentar os contra-ataques e só não fez o gol aos 28 minutos porque Weverton, em cima da linha, aliviou o chute rasteiro de Reverson.

Depois destes dois lances perigosos, um para cada lado, os times ‘tiraram o pé’ e pararam de arriscar. O jogo caminhou para a definição nos pênaltis. Mas o último suspiro aconteceu aos 48 minutos, quando Cássio Gabriel desviou e cabeça e a bola saiu do lado da trave esquerda de Georgemy, tirando da torcida o esperado grito de gol.

Na decisão por pênaltis, o goleiro da Ponte Preta, Caíque França, defendeu três cobranças – Ronaldo, César Martins e Léo Tocantins – contra duas defesas de Georgemy – Matheus Jesus e Junior Tavares. Marcaram pra o Novorizontino, Ricardinho e Marlon, enquanto para a Ponte Preta acertaram Cássio Gabriel, Ramon Carvalho e Elvis.

 

Arena Fonte Nova celebra 10 anos com muita história para contar

Palco do esporte, do entretenimento e muito mais, a Arena Fonte Nova celebra seus dez anos nesta sexta-feira, 7 de abril, com muita história pra contar. Desde a sua inauguração em 2013, foram muitos momentos inesquecíveis vividos por baianos e turistas neste equipamento. Foram realizados inúmeros shows nacionais e internacionais e eventos diversos, consolidando-se como uma das principais estruturas esportivas, de entretenimento e turismo do estado.

Para celebrar a data, foi organizada uma exposição itinerante com fotos e curiosidades marcantes desta primeira década de história. A exposição será inaugurada na própria Arena e depois vai percorrer diversos pontos da cidade em cronograma a ser divulgado.

 

Aqui nosso canal no Instagram @novomomento