Réveillon: Como fugir da ressaca durante as comemorações

Geral, Destaque,

Réveillon: Como fugir da ressaca durante as comemorações

29 de dezembro de 2023

Ano Novo, confraternizações e férias de verão e, ainda, pensar nas metas para próximo ano! Os compromissos nesta época do ano são muitos e é até difícil organizar toda a agenda. Outro desafio é cuidar da saúde e não extrapolar. Afinal de contas, é o ano que está acabando, mas o bem-estar, disposição e saúde devem continuar plenamente. As festas trazem também, muitos exageros, como o excesso de consumo de bebidas alcoólicas, por exemplo, que no dia seguinte resultam na famosa ressaca.
A ressaca é a sobrecarga do organismo para conseguir absorver e metabolizar a grande quantidade de bebida ingerida. A causa principal é a desidratação e a perda de líquidos, juntamente com vitaminas e minerais. “Cabe ao fígado metabolizar todo o álcool ingerido em excesso nas festas de final de ano. E mesmo assim são produzidas substâncias químicas que causam os sintomas clássicos da ressaca: náusea, dor de cabeça, mal-estar e até diarreia”, explica o Dr. Érico Souza de Oliveira, clínico geral do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.
De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), a dose padrão de consumo de bebida alcoólica no Brasil, para adultos, é de aproximadamente 10 gramas de álcool puro, o equivalente a uma lata de cerveja ou chope (330 ml), uma taça de vinho (100 ml) ou uma dose de destilado (30 ml). A recomendação é de não exceder duas doses por dia e se abster de beber pelo menos dois dias por semana.

LEIA TAMBÉM: Fogos de artifício e pets: Como proteger seus bichinhos durante festas de fim de ano

 

Confira algumas dicas que podem ajudar a evitar a ressaca e manter sua saúde em dia:
Hidratação antes, durante e depois do consumo de bebida alcoólica: o ideal é se hidratar antes e durante a ingestão de bebidas alcoólicas. Beber bastante água faz toda a diferença para a metabolização do álcool no corpo, e a sensação de ressaca no dia seguinte é menor. De acordo com o clínico geral, não há nenhum remédio que cure a ressaca. “O ideal é a hidratação, ingestão de carboidratos, como batata, macarrão, cereais e bastante repouso. Água, sucos, água de coco e isotônicos (sem álcool) repõem água, sais minerais e vitaminas perdidos. O refrigerante não hidrata, mas ajuda contra a queda da glicose”, explica.

Faça atividades físicas ao ar livre: se você pratica exercícios físicos na academia e ela estiver fechada para as festas de final de ano, aproveite as áreas ao ar livre para se exercitar com uma caminhada ou corrida leve, para entrar em contato com a natureza. Se for viajar para a praia, por exemplo, faça caminhadas pela areia e mantenha os exercícios físicos em dia. Em casa também é possível se exercitar, por exemplo, pulando corda.

Ingestão de bebida alcoólica e estômago cheio: fazer refeições muito tarde, após o consumo de bebidas alcoólicas não é recomendável. Em vez disso, se alimente antes do primeiro drinque e continue beliscando as comidas durante a noite, como sugestão de torradinhas leves, petiscos saudáveis, queijos magros e oleaginosas. O alimento retarda o esvaziamento gástrico e pode reduzir os sintomas da ressaca.

Importância do autocuidado: tirar um tempo para descansar é fundamental. Um corpo descansado tem mais disposição, bem-estar, saúde, energia e qualidade de vida. E mesmo com todos os compromissos, preservar horas de sono é importante para celebrar com intensidade e alegria.

Sobre o Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Fundado em 1897 por um grupo de imigrantes de língua alemã, o Hospital Alemão Oswaldo Cruz é um centro hospitalar de grande porte e referência em alta complexidade. Com 126 anos de história, oferece aos pacientes acesso aos mais altos padrões de qualidade e de segurança no atendimento, atestados pela certificação da Joint Commission International (JCI), principal agência mundial de acreditação em saúde. Com corpo clínico renomado, formado por mais de 5 mil médicos cadastrados ativos, e uma das mais qualificadas assistências do país, o Hospital tem capacidade total instalada de 806 leitos, sendo 583 deles na saúde privada e 223 no âmbito público. Desde 2008, atua na área pública como uma das Entidades de Saúde de Reconhecida Excelência (ESRE) do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS) do Ministério da Saúde.

 

Hospital Alemão Oswaldo Cruz – Link

ressaca

Réveillon: Como fugir da ressaca durante as comemorações

PARTICIPE DO GRUPO DO NOVO MOMENTO NO WHATSAPP

Gostou? Compartilhe!