Hotelaria da RMC fecha outubro com 60,85% de ocupação, índice superior ao de 2019

Destaque, Viagem e turismo,

Hotelaria da RMC fecha outubro com 60,85% de ocupação, índice superior ao de 2019

13 de novembro de 2023

A rede hoteleira da Região Metropolitana de Campinas (RMC) fechou o mês de outubro com 60,85% de ocupação, segundo a pesquisa mensal realizada pelo Campinas e Região Convention & Visitors Bureau (CRC&VB – Visite Campinas). A taxa mensal superou a de 2022, ano da retomada plena do setor pós-pandemia. Dentre as razões para o bom desempenho estão os eventos corporativos (somente os de grande porte a região já tem 225 confirmados até o final do ano), retomada de show artísticos, convenções de negócios e empresariais e fluxo nacional e internacional de pessoas para a RMC. Outros dois índices aferidos pela pesquisa, como diária média e RevPar apresentaram estabilidade.

A pesquisa realizada com os hotéis da RMC, que somam mais de 6 mil quartos, mostrou em outubro que o setor mantém uma média mensal acima do ano passado, quando atingiu 57,58% e de 2019 (52,30% de ocupação. A categoria econômica apresentou ocupação de 65,88%, mantendo uma média anual de 62,20%. Já a Midscale – intermediária – teve 55,80%, com taxa anual acumulada de 53,61%.

LEIA TAMBÉM: Americana fica em 3º lugar no Prêmio Cidades Excelentes 2023

Em outubro, a diária média foi de R$ 336,91, enquanto que o RevPar ficou m R$ 201,83

Para Douglas Marcondes, diretor de Hotelaria do CRC&VB, os indicadores do mês de outubro legitimam a vocação da RMC como atração de eventos, feiras e congresso. “O bom desempenho em taxas, acima de 60%, também se deve ao crescente número de ações de nossos agentes culturais, trazendo shows para a região”, diz. Outros fatores apontados por ele são o forte polo tecnológico, um grande gerador de negócios, as universidades e centros de pesquisas, atraindo um fluxo doméstico e internacional alto de estudantes e pesquisadores e empresários.

“O ano de 2023 consolida-se de maneira positiva, permitindo aos empresários do setor hoteleiro planejar e colocar em prática estratégias que possam manter estas performances e atenuar a taxa de ociosidade”, afirma. “Tudo isso impacta não somente o setor hoteleiro, mas toda a economia regional, com a geração empregos – hotelaria e alimentação fora do lar acumulam 3.585 empregos novos no ano -, renda, arrecadação de impostos e fortalecimento do destino e sua reputação.”, acrescenta.

O presidente do Campinas e Região Convention, Vanderlei Costa, ressalta que em 2023 a hotelaria regional já teve a recuperação da ocupação média e aumento na diária média na comparação com 2019. “O setor de eventos tem contribuído fortemente para esses números positivos, com 227 eventos de grande porte – acima de 500 pessoas – já realizados ou confirmados até dezembro, um recorde”.

O presidente do Campinas e Região Convention lembra, também, que além da própria rede hoteleira os grandes eventos movimentam cerca de 50 setores em toda a RMC, como gastronomia, fornecedores de equipamentos, transportes, dentre outros, além de gerar milhares de empregos, renda e impostos para os municípios.

hotelaria-rmc

Hotelaria da RMC fecha outubro com 60,85% de ocupação, índice superior ao de 2019

PARTICIPE DO GRUPO DO NOVO MOMENTO NO WHATSAPP

Gostou? Compartilhe!